quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Plug-Inn, ótima dica de hostel para se hospedar em PARIS


Sempre tem alguém precisando de um lugar bacana pra se hospedar em Paris. Assim como sempre tem alguém querendo pagar pouco por um quarto na cidade luz. Nenhum dos dois tipos de viajante quer ficar mal hospedado, certo? Pois hoje o Rumo traz uma dica de lugar delícia pra ficar hospedado em Paris. A dica vale tanto pra quem é mochileiro quanto pra quem é, digamos assim, mais exigente.



O Plugg-Inn carrega a alcunha de 'hostel', mas eu facilmente diria que ele tem mais cara de hotel do que de hostel. Claro que não tem as comodidades e o espaço comuns de um hotel, mas ele é bastante novo (algo difícil em Paris) e com acesso fácil a um monte de lugares. Ele fica localizado em Montmartre, uma região que não é exatamente conhecida pelo seu requinte, mas que é uma das minhas preferidas na cidade. A vibe artística e boêmia do lugar conquista qualquer um, incluindo antigos frequentadores da área, como Van Gogh, Toulouse-Lautrec, Monet, Cézanne e Renoir.



Voltando ao hostel, ele fica muitíssimo perto da estação Blanche na linha 2 do metrô. É coisa de andar 3 quarteirões e chegar. Se for sua primeira vez na cidade, você vai se empolgar. Já na saída do metrô vai dar de cara com o Moulin Rouge e, enquanto sobe a Rue Lepic, vai passar em frente ao Cafe des Deux Moulin, do filme da Amelie Poulin.



As instalações são bastante novas e modernas, com algumas texturas metálicas e de pele de animal que te lembram que você está num tipo de hospedagem mais jovem. O quarto que fiquei tinha o essencial. Era um quarto privativo com uma cama de casal bacana, um banheiro pequeno mas bem novo e iluminado. O café da manhã até que surpreendeu, ofereciam pães, o melhor cereal matinal que comi na vida (com gotas de chocolate!), suco de frutas, série de geléias, mel, iogurte e leite. Puxe na memória, dificilmente vai se lembrar de um café da manhã tão completo em um albergue.

O Plug-Inn Montmartre é uma dica que vale a pena. Não conheci os quartos coletivos, mas pelo contexto que vi, devem sim ser uma bela escolha.



  • ÓTIMO, E QUANTO CUSTA?

A diária para duas pessoas em um quarto privado sai por 90€.


  • COMO RESERVAR?

Sugiro sempre um pulo no HostelWorld.com, aqui o link direto do Plug-Inn Paris dentro da comunidade.

Boa viagem!
.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Neve em BARCELONA: dá pra esquiar na capital da Cataluña?


Barcelona definitivamente não é conhecida como destino de inverno de muita gente. Mas sabia que pode ser uma excelente base para férias com esqui? Sério, são 14 estações pertinho de lá. Posso estar enganado, mas acredito que mesmo os mais interessados no esporte não conseguem passar mais de 2 ou 3 dias com as pranchas ou esquis nos pés. E então, o que fazer depois de esquiar? Ué, viajar de 40 minutos a 2 horas e ter uma cidade incrível te esperando pra ser explorada.



Minha última visita à capital catalã contou com um  dia de montanha nevada. Me surpreendi ao descobrir as opções que existem ali perto. As mais próximas são La Molina, Port del Comte e La Masella. Mas a escolha da vez foi Vallnord, que fica no Principado de Andorra. Um pequeno país incrustrado entre a Espanha e o sul da França. Dirigindo pouco mais de 3 horas e passando por uma simples aduana, você chega a Andorra. A viagem por si só é bem divertida, com paisagens bem interessantes e direito a vista do Montserrat (foto acima).



Vallnord tem pistas para todo tipo de esquiador. Desde iniciantes até os malucos que se arriscam montanha acima. É possível locar a maior parte do que você precisa por lá, menos as roupas. Portanto, lembre-se de levar sua calça impermeável se pretende brincar na neve. Se você está só acompanhando algum fanático por esqui, corra pro restaurante. Um refugio quentinho com comida mediana, mas tem vista incrível, vinhos e patatas bravas que são bastante boas pra se divertir.



Vallnord é uma excelente opção pra quem pensa em estar próximo a uma cidade incrível. E Barcelona, ao contrário do que dizem, é bem mais gostosa no inverno. Tudo nessa época do ano tem menos fila, as Ramblas estão transitáveis e é possível ver tudo com mais calma. Não sinto falta das praias, que mesmo no verão são frias e nem tão bem frequentadas assim.



ESQUI EM BARCELONA, QUANTO CUSTA?


  • TRANSPORTE

Em 2012 o Renfe (trem) para La Molina não estava custando nada. Totalmente grátis. Para Andorra, será preciso um carro e você precisa de apenas uma diária.


  • EQUIPAMENTO


Locação de prancha de snowboard em Vallnord saiu por 35€. Se não tiver calças impermeáveis, luvas, óculos especiais e gorros, lembre-se de comprar tudo em Barça antes de partir. Existem lojas bem bacanas por lá, a Decathlon é um exemplo.


  • VALE A PENA?

Claro que vale. Especialmente se você quiser adicionar montanha nevada na sua trip. É um dia diferente pra quem nunca esquiou e um plus pra quem curte o esporte. O Rumo recomenda!

Boa viagem!
.